“Diamantes de Sangue” de Rafael Marques em Formato Digital para todos.

 

A Editora Angolana Maka coloca à disposição o livro Diamantes de Sangue do Jornalista Rafael Marques cujo julgamento se inicia amanhã.

 

NewImage

 

“Em 2011, publiquei o livro “Diamantes de Sangue – Corrupção e Tortura em Angola”, uma investigação do jornalista Rafael Marques, que considerei um dos mais importantes trabalhos para denunciar flagrantes crimes de violação dos direitos humanos nos nossos dias. Para mim, a questão não era se se passava em Angola, na China ou em Portugal. Acredito que o papel de um editor é também este: dar voz a quem ousa dizer a verdade em circunstâncias absolutamente adversas, com base em centenas de relatos de vítimas e familiares, todos  – vítimas, testemunhas e jornalista – correndo risco de vida.

Na altura pensei, ingenuamente, que este livro serviria pelo menos para atenuar a violência quotidiana nas zonas de exploração diamantífera em Angola. Enganei-me. O livro serviu, ao invés, para desencadear uma perseguição ao seu autor. Passados dois anos, soube que eu própria era arguida num processo criminal. Fui submetida à medida de coacção de termo de identidade e residência, justamente por ter publicado “Diamantes de Sangue”. Rafael Marques e eu fomos processados em Portugal por nove generais e duas empresas visadas na investigação. O processo foi arquivado pelo Ministério Público Português no mesmo ano.

Amanhã começa o julgamento de Rafael Marques em Angola. Estou naturalmente apreensiva quanto ao seu desfecho.

Enquanto responsável pela editora, a melhor forma que encontro para apoiar Rafael Marques na sua luta é disponibilizar, a partir de hoje, o livro em formato digital, para que todos possam lê-lo e perceber o que está na base de um processo que pode vir a colocar o autor atrás das grades.”
 

Para obter o seu exemplar digital e gratuito do livro basta clicar na ligação seguinte:http://www.makaangola.org/images/files/Diamantes%20de%20Sangue_Rafael%20Marques.pdf
 

Manuel Forjaz

Há pessoas que passam pela nossa vida e nos dão autênticos pontapés no rabo e nos põem a andar para a frente, obrigam-nos a saltar sem medo e com coragem, uma dessas pessoas foi o Manel Forjaz, fica aqui uma pequena homenagem a um homem com uma extraordinária força de viver e uma capacidade de ver para a frente fora de normal.

Um dia far-lhe-ei a homenagem que ele merece e o agradecimento que ele tem direito.

“Don’t stop believing”

 

 

NewImage

Vejam e ouçam!

Conheci o Manuel Forjaz por acaso, de repente no meu mural começam a surgir convites e conversas sobre a festa dos 50 anos do Manuel Forjaz, estranhei toda aquela confusão, e fui ver quem era o Manuel Forjaz e conheci a sua página por acaso. De repente vi alguém a falar da vida sem elefantes na sala, vi alguém aberto e confiante, vi uma pessoa que já mudou a vida a tantas pessoas, e não tem a ver com a doença, tem a ver com o modo de encarar a vida.