Sintomas e Sinais de Cancro Infantil

Convém aos pais estarem alerta para o seguinte.

“Sinais e Sintomas

Os sintomas e sinais da doença variam em função do tipo de tumor. É importante que os pais estejam atentos às queixas das crianças (que são a pista mais importante para descobrir a doença), aos sinais a ela associados, ao período temporal desde a manifestação dos sintomas e à forma como eles afectam a vida normal da criança.

 

Muitos sinais e sintomas do cancro assemelham-se aos de doenças comuns na infância, motivo pelo qual se torna fundamental que os pais estejam vigilantes em relação às mudanças que surgem no corpo e no comportamento das crianças.

 

Dores ósseas ou musculares, tosse contínua, febre, palidez, dor de cabeça, vómitos,infecções constantes, sangramentos recorrentes, fadiga, emagrecimento sem causa,inchaços na face e no pescoço, aparecimento de nódulos no corpo, dificuldades de locomoção e desenvolvimento de massa palpável no abdómen são alguns sintomas que podem fazer suspeitar de doença oncológica.

 

Existem determinados sinais e sintomas que estão associados especificamente a alguns tipos de cancro, nomeadamente, febre recorrente acompanhada por dores nos ossos, facilidade em ter infecçõespalidez e hemorragias podem fazer suspeitar de leucemia.”

Informação retirada do Portal de Informação Português de Oncologia Pediátrica.

2ª Corrida/ Caminhada Dona Estefânia

No próximo dia 5 de Maio logo de manhã, estarei aqui, na versão caminhada, para ajudar um Hospital em que acredito que faz falta e que de facto é melhor para as crianças.

Eu corro as pediatrias de vários hospitais da região da grande Lisboa, posso-vos dizer que vejo uma diferença enorme na Estefânia, sendo um hospital não sentimos o cheiro nem o peso de um hospital normal ( e eu que sou nosocomefóbica posso dizer-vos). Segundo sei os equipamentos também são únicos no país e a equipa é fenomenal, digo-vos eu.

Por isso no próximo domingo dia 5 de Maio, vou levantar-me cedissimo, vou calçar as sapatilhas e vou andar por uma causa que acredito, para ajudar o D. Estefânia e a Associação de Spina Bífida e Hidrocefalia de Portugal.

Vejo-vos por lá?

Mais informações aqui.

NewImageNewImage

Ás vezes leio umas coisas que me deixam perplexa

O que é mais importante, uma familia, carinho, educação e afecto para uma criança em “fila” para adopção ou se os pais têm o mesmo ou sexos diferentes?

Conheço muitos meninos à espera de uma familia, meninos com esperança, meninos sem esperança, meninos que querem colo e ser queridos. Conheço mesmo muitos. Sempre os ouvi pedir uma família, não me parece que esses meninos descriminem com base do sexo dos pais, porque havemos de descriminar nós?

Devemos confiar que a Segurança Social tem os mesmos requisitos para casais heterossexuais que para homossexuais. E tenho dito.

Às vezes leio e ouço umas coisas que me deixam muito perplexa e triste e me fazem parecer que há pessoas que de humanas muito pouco têm. Sabiam que 30% das crianças para adopção nunca será adoptada? Este número deixa-me muito triste. A opção sexual de quem gosta e quer tomar conta delas pouco me importa.

 
MALDITOS!!!!
 

Deputados do PS entregam projecto para permitir adopção por casais homossexuais

rr.sapo.pt

A acção foi da autoria de dois deputados, com a autorização do líder parlamentar.
 
 
 
Gosto ·  · há 3 horas · 

  •  
    13 pessoas gostam disto.
  •  
    cambada de maricas!
    há 3 horas · Gosto · 5
  •  
     Não se pode deixar passar isto! Com crianças não se brinca!!!! Se permitirmos, somos iguais a eles!!!
    há 3 horas · Gosto · 5
  •  Um nojo! É o demónio à solta…
    há 2 horas · Gosto · 2

  •  
    Isabel Moreira, Pedro Delgado Alves e o líder do grupo parlamentar do PS, Carlos Zorrinho (“por acaso” membro da maçonaria…) já cá ficam na lista negra… ah! quanto à Isabel Moreira… pobre pai!
    há 2 horas · Gosto · 1
  •  
    que vergonha…
    há 2 horas · Gosto · 1
  •  
     A europa tornou-se na sede da Play-boy/girl e de todo o género de depravados hedonistas…com esta gente não há futuro…NEM RENDIÇÃO!
    há 2 horas · Gosto · 1
  •  
    .” “””É o demónio à solta… “””” Maria Raquel Magnifico …… com a sua página é possivel voltar a Idade Média ou mesmo antes …..
  •  
    É verdade,  estamos a voltar a tempos muito antes da civilização, onde valia tudo! Até fico admirada que os nossos governantes não tenham uns “meninos” como faziam os gregos! mas para lá vamos, certamente!
  •  
    Acho muito bem!! Nem entendo porque há discussão, quando falamos de opções individuais.
  •  
     Individuais??? E como se protege uma criança de uma “familia” destas? Isto é contra natura!
  •  
    Claro Ana, é muito divertido sexo, drogas e rock /roll…tudo isso são opções individuais…e isto é um valor?
  •  
    Quem pergunta ao pais dessas crianças, que vão ser adoptadas, se eles estão de acordo? (muitos deles já falecidos)????
  •  E o suicidio, também é uma opção individual…
  •  
    Contra natura não é!! Olhe que não, e a Raquel conhece bem a evolução. De qualquer forma, prefiro ver a criança bem tratada e ponto final. Se tivermos que a retirar de um casal hetero, um bêbedo, outra que se cala, acho muito bem que a entreguem a um casal gay com valores e princípios.
  •  
    Ana, seja feliz….que lhe posso dizer mais com cortezia? Nada!
  •  
    Exacto.Não me diga que também quer ter mão sobre os suícidios??
  •  
    Sou sim. Mas o que a minha felicidade tem a ver com esta publicação? Ou também deve ter opinião sobre felicidades alheias? O António casava-se bem com a Inquisição, pelo que li.
  •  
    Eu? não me interprete mal..cada um escolhe o seu caminho e a sua pergunta não tem profundidade..boa noite e passe bem
  •  
     Passe bem o António que a pergunta era mera retórica. Profundidades como a sua, dispenso.
  •  
    Maria Raquel um dia destes falo lhe em detalhe da famosa gaveta de Berlim …… mas com calma … e aqui tambem da Belgica aonde quase todas a s semanas temos um bébe deitado no esgoto , posto numa arca frigorifica ou deitado pela janela ……..e a isto o que diz a igreja ????? NADA …. eu prefiro deixar uma chance a uma criança de VIVER seja la com quem for do que isto …..
  •  
    Ok, fique bem e que Deus a veja ver o que voce resusa, por isso tem que estar alinhada….
  •  
    Pois, se estiver certo, sem duvida que segundo a Ana isso não tem profundidade e trata-se de uma opção individual…paciência…
  •  
    Alinhada em preocupar-me primeiro com o bem estar de uma criança, ao invés de me preocupar com o sexo de quem cuida dela? Sempre, António. Hipócrita, é o que lhe chamo.
  •  
    como todos falam em Zeus ….. eu so pergunto !!! aonde estava ele quando no Biafra se tiveram de …adormecer para ser elegante, centenas de miudos ….. aonde ???? deixem Zeus tranquilo la aonde esta e aqui na terra ajudem uma criança a ser feliz …… e o Diabo a solta do seu amigo , Maria que va dar uma curva ……
  •  
  •  
     
  •  
     Esta gente está completamente formatada pela “moderninade”. Confundem todos os valores que sempre orientaram os seres humanos. É nojento.
  •  
    Então peço desculpa à Ana,com quem estou em total desacordo…espero não a ter(à Ana) irritado muito…
  •  
    Obrigado Raquel pela sua compreensão
  •  
  •  
    Uma aeromoça da TAP, muito gentil, perguntou a um passageiro:
    __O que o senhor vai querer jantar?

    __Quais são as opções? – diz o passageiro

    __SIM ou NÃO!
  •  
  •  

    cambada de maricas!
    Um nojo! É o demónio à solta…
    depravados hedonistas

    isto será do Tuga pós moderno ??

    no meu tempo eram insultos ……

    mas enfim …
    Oh Ana vamos tomar uma bica 
    e é a Mraia Raquel que paga … ah pois ….
    há 55 minutos · Editado · Gosto · 1
  •  
     eu não pago bicas a degenerados!!! Onde se viu uma criança ser educada por casais gays? Santo Deus!
  •  
     Maria Raquel o ” formatado ” também é para mim ????? se é Adorei ……. estou mais habituado que me chamem anarquista …mas enfim …ça change !!!!
  •  
    Claro que é!!!! O …. perdeu-se nessa maldita Europa!
  •  
     tambem sou degenerado ?? e A Ana Tambem …. ok mas da bica nao se safa …..
  •  
    Se mais uma vez os quasi-criminosos dos bispos portugueses (à excepção possivelmente do D. Manuel) se mantiverem caladinhos perante isto, como fizeram com o aborto e com o casamento gay, eu vou directo para a SSPX e nem olho para trás!

A disciplina de Português é um crime contra o Futuro

Por Luís Osório.

 

Estudar Português com os meus filhos é uma viagem ao inferno. Faço por disfarçá-lo. Talvez por achar que as dúvidas acabarão por prejudicá-los ainda mais do que a conta a pagar.

 Mas cá para nós. Para os que acreditam que o pensamento deve alargar-se com especulação, sonho, dúvidas. Para os que julgam ser a escrita a melhor ferramenta para se compreender e viajar pela língua que deveríamos defender como soldados de um exército do pensamento. Para os que lêem romances, biografias e ensaios. Para os que escrevem e pensam. Cá para nós, a forma como se ensina Português nas escolas é um crime. Um escândalo. Uma forma, como diz um amigo professor, de criar amputados mentais.

Porque os miúdos não aprendem a ler e escrever. Os miúdos aprendem apenas, e de um modo rápido, a detestar a disciplina e a afastarem-se, para todo o sempre, da leitura e da escrita.

Na disciplina de Português não se viaja pelo pensamento. Atraca-se num lodo de gramática, campo árido para burocratas da língua que são o prolongamento de tudo o resto. Infelizmente, estudar o que deveria ser o centro do que somos, a nossa identidade, faz-me lembrar os dias em que era obrigado a tomar óleo de fígado de bacalhau.”

Pelo que vou acompanhando dos meus alunos e o gosto pela disciplina é muito isto, gramática gramática e gramática, não aquela que nós estudamos, uma nova em que os complementos têm nomes diferentes e os advérbios são aos milhares, os pais vêm-se gregos com esta nova nomenclatura e sentem-se impotentes para ajudar os filhos.

Quem me ensinou a gostar de ler foram os meus pais, não há dúvidas quanto a isso, encheram-me a casa de livros, mas foram as minhas professoras de português que me expandiram os horizontes, que me fomentaram a escrita, que me ensinaram e mostraram o que estava para lá do programa. Tenho muita pena que os meus alunos hoje em dia detestem com tanta veemência a disciplina e o seu conteúdo, mas quando olho para os manuais percebo-os perfeitamente é difícil apaixonarmo-nos por regras, mas é tão fácil viciarmo-nos no Alexandre O’Neil, no Vergilio Ferreira, no Eça, no Júlio Dinis e tantos outros…

 

Acho incrível…

Como em pleno século XXI ainda se entregam prémios de determinado assunto apenas a mulheres…

http://www.publico.pt/cultura/noticia/governo-distingue-cinco-mulheres-da-cultura-1590482

Tendo falecido hoje a senhora Margaret Thatcher parece que os exemplos dela e de outras foram assim em vão, não serviu para nada, porque o que interessa são as quotas, sejam em trabalho, sejam em prémios, vamos lá arranjar um nichinho aqui para as mulheres, é isso a igualdade? Discriminação positiva continua a ser discriminação. Parem com essas m**** que são ofensivas! Dêem-os a quem de direito independentemente do sexo a que pertencem, é uma ideia assim tão absurda?

Vamos lá começar o dia então

Incrível a quantidade de coisas que tenho para fazer num dia só. 

NewImage

 

*olhando para a foto parece-me que o rapaz tem algo bélico na mão por favor ignorem esse facto, o resto da foto é bem mais bonita, e tendo em conta que eu passo os meus dias exclusivamente com crianças era um péssimo indicativo. Garanto-vos que não tenho nenhum instinto “à la Americana” no meu ser. Afinal eles ainda são os únicos que me aturam.

Poema do Homem Só

António Gedeão

“Sós,

irremediavelmente sós,

como um astro perdido que arrefece.

Todos passam por nós

e ninguém nos conhece.

 

Os que passam e os que ficam.

Todos se desconhecem.

Os astros nada explicam:

Arrefecem

 

Nesta envolvente solidão compacta,

quer se grite ou não se grite,

nenhum dar-se de outro se refracta,

nenhum ser nós se transmite.

 

Quem sente o meu sentimento

sou eu só, e mais ninguém.

Quem sofre o meu sofrimento

sou eu só, e mais ninguém.

Quem estremece este meu estremecimento

sou eu só, e mais ninguém.”

….